Pedaços

quinta-feira, março 06, 2014

Cegueira

Envelheci ouvindo dizer para não voltar aos sítios onde fui feliz.
Mas eu sempre volto.
Não com intenção, mas perco-me entre acessos de memória e pedaços de recordações guardadas.
É tão simples. 
Fecho os olhos e estás ali. Em tantas coisas, em tantos lugares, em tantas pessoas.
Estás mesmo onde tu não sabes.
Estás onde estivemos... Onde quisemos estar. Onde nunca estivemos. Onde eu fui sem ti, e desejei que lá estivesses.
E sim, eu volto, mesmo com todas as portas fechadas dentro de mim. 

Tranquei-te. Tenho-te trancado. Atravessado.
Para lá das masmorras das memórias, dos pensamentos que afasto, eu ainda te encontro.
Fecho os olhos e sempre te encontro. 
É tão mais fácil viver de olhos fechados. 
E no fim de contas, encontrei-te às cegas... 
E nem cega, jamais, algum dia deixarei de te ver...