Pedaços

sábado, maio 15, 2010

Vidas ao contrário

Cruzo-me com aqueles que tanto gostam de mim e que nunca vão ser meus... Aqueles que nunca serei capaz de amar e provavelmente me vão amar por toda a vida...
Conheço pessoas lindas, que fazem questão de mostrar o seu carinho e apreço por mim... E no entanto, nada me dizem, senão o imenso respeito que tenho por elas e pelos seus sentimentos por mim...

Amei aqueles que hoje já tem as suas "tais"...
Aqueles que nunca me poderiam nem saberiam amar...
E ainda aqueles que nem sabem que existo...

Vivo com aqueles que gosto...
Aqueles que pegaram em mim ao colo...
Aqueles que me ensinaram a distinguir o bem do mal... O certo do errado...

Dou-me aqueles que nunca me vão abandonar...

Entrego-me por vezes a quem sei que está de partida.

E no entanto, com tanto que dou, que recebo e que perco, sou eu.

Aconteceu

Aconteceu...
Eu não estava à tua espera
E tu não me procuravas
Nem sabias quem eu era
Eu estava ali só porque tinha que estar
E tu chegaste porque tinhas que chegar
Olhei para ti
O mundo inteiro parou
Nesse instante a minha vida
A minha vida mudou...

Aconteceu...
Chama-lhe sorte ou azar
Eu não estava à tua espera
E tu voltaste a passar
Nunca senti bater o meu coração
Como senti ao sentir a tua mão
Na tua boca o tempo voltou atrás
E se fui louca
Essa loucura
Essa loucura foi paz...

Ana Moura