Pedaços

quarta-feira, setembro 29, 2010

Coração em mudanças.

E era capaz de empacotar todas as recordações, reciclar cicatrizes e partir com o meu coração às costas... No entanto, ele pesa toneladas... Não quer adaptar-se a outro lugar... Diz ter medo, da solidão dos dias... E principalmente das noites... Em que teria que encontrar mesas, camas e sofás vazios... Saborear pratos sem opiniões e filmes sem rescaldos...
Não saberia mais bater sem ter por perto o sopro de vida dele, que é também o meu. Sem ter os corações que batem em harmonia com ele...
E vivo na guerra entre ele e a minha consciência, que me faz perder noites de sono... Que quer a todo custo encontrar uma outra almofada que a deixe dormir de noite, não porque esta seja dura... Mas por ela ser dura demais com ela mesma.
Por achar que o coração dela é pequeno demais, por o diminuir a cada dia... Por se agredirem mutuamente, numa luta para que um deles sempre prevaleça.

Não digo que ganhe o melhor... Mas que ganhe aquele que conseguir ceder. Aquele que aceitar caminhar de mãos dadas com o outro, rumo a um lugar, ou até este mesmo, onde ambos possam respirar o mesmo ar. Felizes.

Sem comentários: