Pedaços

domingo, abril 26, 2009

As minhas últimas lágrimas...

Há uma semana atrás... Por esta hora, esperava-te já para jantar quando recebi um sms teu a dizer que não vinhas... Não vinhas jantar... Não vinhas dormir... Não mais voltavas, senão para levar as tuas coisas...
Agarrei-me à minha màgoa, à minha dor, e delas absorvi as forças necessárias para por tanta roupa e calçado e outros pertences teus, quanto conseguia, em sacos...
Cada peça de roupa me levou a datas do passado... Ocasiões especiais... Casamentos... Festas... Natais...
Os teus perfumes, cheirei-os uma última vez...
Os teus sapatos, que sempre tiravas antes de entrar dentro de casa...
Os quadros e livros que te ofereci...
Os dvd's... Os teus cd's favoritos...
Meti-te dentro de sacos. Tu que eras Enorme para mim... Estavas agora dentro de sacos. Nunca pensei que coubesses. Eu tinha orgulho em ti... Tinha orgulho em usar o teu apelido no meu nome... Tinha orgulho em passear contigo de braço dado... De te apresentar a todos os meus amigos...
Como pudeste?
Fotografias.
Roubei-te uma fotografia nossa, já desgastada pelo tempo, que passeaste durante anos na carteira... Agora ela passeia-me a mente... Como eu tinha Felicidade, Orgulho, Amor, estampado na testa...
Foste o mar que derrubou todos os castelos de areia que eu construí durante estes anos...
Tu devias ser o segundo pilar da minha existência... E foste um sacana egoísta... Como pudeste?
Como consegues dormir de noite? Será que dormes?
Não, não te odeio... Mas desprezo-te... E sinto a tua falta no entanto...
Sinto falta que perguntes à minha mãe se já estava em casa, quando chegavas...
Sinto falta do teu lugar preenchido à mesa...
De vermos Tv juntos no sofá... Dos filmes depois do jantar...
Saudades do meu beijo de boa noite...
Saudades de "Para onde vais trabalhar amanhã?"
Saudades tuas...
Contudo, tinha saudades de ter paz...
As lágrimas um dia vão secar, não vou mais sorrir forçosamente...
Não vou dizer à minha mãe que estou bem quando não estou, e que sou uma super mulher... Porque não será necessário... Terei um sorriso verdadeiro, não mais mecânico.
Herdei dela uma força inabalável... Mas não a capacidade de amar um ser tão errante como tu.
Não sou melhor que tu, tenho o teu sangue no meu sangue, mas apesar das nossas semelhanças, sou orgulhosamente mais Humana que tu.
Demos-te mais oportunidades do que era aceitável... E tu deitaste a derradeira... A tua última chance por terra!
Só queria que tivesses agarrado o resto de dignidade que te restava e fosses embora como um Homem, não como um cobarde.
Não mereces o amor que eu te tinha, o orgulho. Não mereces a minha mãe.
Não mereces as lágrimas dela, tudo o que ela já sofreu no corpo e na alma por tua culpa.
Não mereces ela ter vivido uma vida em tua função... Não mereces nada.
O meu silêncio é tudo o que tens hoje. Silêncio envolvido em desprezo, que se vão abraçando e ficando cada vez mais fortes...
A felicidade não é a meta, é o caminho... E eu e ela temos um longo caminho a percorrer...
Quanto a ti, só espero que a vida que escolheste te preencha o suficiente, porque não contes mais com o meu amor, com o meu carinho para te preencher... Esgotaste-os.
E as minhas lágrimas também se hão-de esgotar, porque...
Esta é a última vez que choro por ti, pai...

9 comentários:

rui disse...

Tyta.. li este texto duas vezes....
e fiquei....sem fala.
No inicio..parece que falas do teu marido....depois embalamos na leitura e acabas...com a Frase Pai

Ai meus olhos ficaram com agua...
porque Eu amo meu Pai.. e nunca seria nem num momento menos bom da Vida dele..lhe escrever isso ou coisa parecida...Talvez me falta-se coragem ....ou talvez neste momento näo consiga ver que Mal...
que Grande MAL..um Pai pode fazer a uma Filha....... para ela lhe escrever estas linhas....
Näo posso..... julgar quem nao conheco.......
Mas permite-me que te diga uma coisa... pelos momentos bons que tives-te com ele.......perdoa-lhe

e alivia o teu coracao..Assim nunca
poderás sorrir.....Anda perdoa-lhe
Sei..que é dificil..Mas Tu es capaz..tens formacao academica..tens o teu trabalho Tens a Tua Vida.......e Eu sinto que tens amor dentro de Ti.....
se näo senti-se nao tava aqui a escrever isto......No 1 dia que contactei contigo......Vi que dentro de Ti existe muito amor....

isso ai que tens é revolta...para nao dizer Odio... mas o teu olhar näo pode ter odio..desprezo..
ou coisa parecida...No fundo ele faz parte de Ti..tens o sangue que te corre nas veias..tens momentos felizes com ele....por isso tudo


perdoa-lhe para que os teus filhos
um dia...lhe possam chamar AVÓ

UM BEIJOOOOOOOO
descansa o teu coracao.....ele necessita.........PERDOA-LHE

Rui

Unknown Artist disse...

Já sabes que sempre que precisares de um ombro amigo,
tenho dois!

Beijinho e um xii<3

Tyta disse...

Rui,

eu esgotei os perdões, mas mesmo assim nao consigo nutrir ódios...
Foi só um desabafo...
É isso que o meu blog é... A minha caixa de desabafos...

Eu também não me orgulho do que escrevi... Mas pelo menos aqui, deixei-me desabafar...

Oxalá um dia, tenha melhores palavras para escrever sobre ele...

Tyta disse...

Mon petit artist:) eu sei... E tu sabes onde estou sempre também... e quando digo sempre, é mesmo 60 segundos por minuto, 60 minutos por hora... :)

sonho disse...

Tyta ao ler e reler este teu texto...fez me lembrar uma situação com o meu pai...eu disse o mesmo que tu, disse ainda coisas piores...mas acredita experiencia propria...pai é pai...por mais defeitos que tenha...passados 2 anos sem falar com o meu pai...hoje tenho uma relação com ele como nunca tive...sei que á maneira dele gosta muito de mim...e eu dele...não deixes que um dia possa ser tarde para arrependimentos...um conselho de um anjo que por experiencia sabe o que te diz...PERDOA...
Beijo de um anjo

Tyta disse...

Sonho,

Eu não sou ninguém para não perdoar... Isso compete Aquele que está lá em cima... não é?

Talvez um dia, daqui a muitos dias (anos), eu e o meu pai também possamos ter uma conversa e as coisas atenuem... Mas nem uma borracha do tamanho do mundo apagará as memórias... E infelizmente as boas não são suficientes para atenuar as más...

DEMO G.M.R.D.S disse...

***

Unknown Artist disse...

Tens um bombom no meu cantinho pra ti =)

Pequeno grande Beijinho =D

Luis Portugal disse...

Olá Tyta
Li aquilo que me escreveste e gostei muito.Bem, eu sou uma pessoa normal como as demais pessoas.
Agrada-me saber que que um dia te livrarás dessa mágoa que trazes dentro de ti.Talvez não vás acreditar, mas ainda esta noite eu pensava o que seria ter a minha filha sem me falar ou pior, odiando-me.
Tens toda a razão pelos sentimentos que nutres contra teu pai, mas Tyta, de todo o carinho que teu pai te deu não deixou ele algo de bom dentro do teu coração para que agora tu lhe perdoes?
Ó minha amiga, não te deixes chegar à minha para perdoares, serão anos de sofrimento.
Eu levei muita pancada de meu pai, vi as traições que ele infligiu à minha mãe,surpreendi-o muitas vezes com a empregada, era mau até dizer basta. Até ao dia que me livrei deste peso que trazia na consciência, foram anos de amargura. Hoje, ainda recordo mas com menos peso interior.Eu também não fui santo nenhum.
Não te conheço de pessoalmente, o que fazes, ou a idade, mas por tudo quanto li, és uma pessoa maravilhosa e com certeza se aliviares essa carga negativa que trazes dentro de ti, verás como a vida terá outro sabor para ti.
O teu "nome" nunca mais o esqueço, pois também trato a minha filhota por Tita e o teu é Tyta.
Sê feliz miúda, acredita em mim, saber perdoar não é para todos, mas aqueles que o conseguem fazer, têm posteriormente a razão de entender não só a vida como também as demais pessoas.
Desculpa esta longa mensagem e não interpretes mal as minhas palavras, dirijo as a alguém que gostaria muito que não sofresse. E porque tu o mereces, acredito que um dia destes até me vais escrever a dizer que já conversaste com o velhote,lol.
Fala com ele, ralha, revolta-te, porém com o objectivo de o perdoares.
Beijinhos Tyta e tudo de bom para ti.