Pedaços

quarta-feira, dezembro 31, 2014

2014

2014,

Meu safado, hoje é o último dia que passamos juntos mas estou certa que será mais um dos que recordarei.
Foste um poço de surpresas, uma montanha russa... E tantas vezes andamos de cabeça para baixo, ou mesmo de cabeça no ar, e diria ainda, de cabeça perdida. Fez tudo parte.
Se eu tivesse de te resumir a uma palavra? Seria desafio.
Puseste-me tantas vezes à prova. E sabes?... Sou grata.
Obrigada por me teres lançado aos leões, por me teres mostrado que sou capaz. Foi com suor e lágrimas que me mostraste que se saboreiam as maiores vitórias.
Viajamos, fomos a concertos, festas e jantaradas, trabalhamos imenso, fizemos algumas promessas que (ainda) não cumprimos. Também choramos. Fui impaciente contigo e com alguns dos dias que me deste. Com algumas pessoas que nos acompanharam. Sim, eu tu e elas sabemos do meu mau feitio, mas estou certa que não me levam a mal, pois não maroto?
Resta-me agradecer por esta caminhada, que por vezes foi uma corrida de doidos e outra vezes foi um passeio num fim de tarde qualquer; por esta estrada que escolhemos que teve tantas pedras, mas algumas foram preciosas e levo-as comigo, para o teu amigo que chega hoje à meia noite e para a vida.
Espero que o 2015 que me escolheste seja generoso, paciente e que me traga surpresas das boas!!! Arrumei as prateleiras todas cá dentro, deitei fora o que não interessava, arranjei tudo da melhor forma que sei para o receber.
Estarei às 00h00 à espera dele, com os braços e um sorriso aberto, com um coração cheio de esperança e rodeada daqueles que sempre estiveram cá, dos que foram chegando, daquele que tu me trouxeste para lhe dar as boas-vindas.
Prometo trata-lo bem, mas olha, 2014, pede-lhe para ser meigo comigo e com os que amo, sim?

Obrigada,

Até sempre 2014.

Até já 2015.

Sem comentários: