Pedaços

segunda-feira, julho 14, 2014

Lisboa...

Lisboa são viagens de 300km a partir de casa, da Invicta, o meu lar. São experiências. São momentos. Dos inesquecíveis.
São pessoas. Das insubstituíveis.
São cores. É luz. 
É um idioma que não se traduz.
São abraços, são beijos, são "Olás" e "Adeus" por pedaços.
É o Chiado, a Alfama, Sintra, Belém, Algés.
É correr a capital de lés a lés.
São os meus chãos, os teus e os de ninguém.
É o cais das colunas, o Tourel e os manos do Cacém.
São os tios de Cascais, são os pescadores... 
É o gin da Bica e o hidromel dos trovadores.
Lisboa é um barafustar pela calçada. 
São pessoas cheias de tudo e almas cheias de nada.
Lisboa é tempo que escassa.
Lisboa é fado.
São pessoas más e boas.
São Portas de Sol, de Benfica... São braços de prata.
São corações de ouro.
É o Bairro Alto, é um tesouro.
Lisboa é menina e moça.
São encontros e desencontros... 
São amores.
São histórias.
São sonhos inacabados.
São vidas. Várias. 
Entrelaçadas na minha; que também é tua, Lisboa.

Sem comentários: