Pedaços

domingo, julho 06, 2014

Todos por um...

A vida consegue sempre surpreender-nos. As pessoas. Quando menos esperamos...
Graças a uma "futilidade", senti bondade onde menos contava. 
Em pessoas que conheci a vida toda e que sempre estiveram do meu lado. Encontrei-as no mesmo sítio.
Em pessoas que conheço mas que raramente falamos e quiseram mostrar que fazem o que for, quando preciso.
Em pessoas que eu não sabia que estavam.
Em pessoas que tem apreço. Naquelas que sempre tiveram respeito. Nas que nunca deixaram de sentir carinho.
Sobretudo, senti bondade de mão dada com a boa vontade.
Pessoas que não conheço mas de algum jeito vou conhecendo todos os dias, que não partilham chãos comigo, mas partilham palavras. 
Pessoas que partilharam da sua bondade, do seu tempo, gratuitamente, por mim.
Não posso expressar a gratidão que sinto.
Obrigada, a ti que perdeste o teu tempo por mim.
A ti, que te preocupaste.
A quem todos os dias se lembrou.
A quem tomou iniciativa.
A quem apelou à sua criatividade por mim.
A quem me fez sentir amiga. Querida. Prezada.
A quem fez do seu amigo, meu amigo também.

No final, posso não ter cumprido o objectivo, mas a caminhada foi gloriosa. Levo o coração cheio. Ganhei amigos.
Relembrei amigos. Dei ainda mais valor aos antigos.


É uma vitória ter tanta gente de bom coração na vida, na linha do tempo, na caminhada pela vida.


Só vos posso estar grata,

Um enorme bem-haja.

Ja ganhei. Tenho-vos.

1 comentário:

Maga disse...

Lembro-me da timidez nos teus olhos, (que hoje brilham com uma neutralidade transparente que nos deixa confortáveis) no primeiro dia que nos conhecemos.. Eu vivia a trabalhar nos cheiros do rio e da lascívia da altura, por entre divisas e fardas e tu ainda tão pequenina, trazias já o mundo ás costas!! Gosto de ti, mesmo que passem meses sem nos vermos, da mesma forma que gosto quando me recordo de ti a apanhar um comboio do porto, para a Régua, depois de teres chegado..
Há pessoas assim, que têm o dom de marcar presença, pela simplicidade e desembaraço nos gestos puros!!
Há poucos assim, muito poucos..
Obrigada!! :)