Pedaços

quarta-feira, outubro 09, 2013

Cedências

Todos somos donos de "guilty pleasures", chamamo-lhes assim, mas na verdade não há porque nos sentirmos culpados... Se gostamos, gostamos, e ponto.
Partilhei do teu. Uma e outra vez. Ouvi-a vezes sem conta...
E sabes o que ficou!?
Que não temos de ceder lugares...
A vida não é um comboio... O nosso coração muito menos. 
Pelo menos não cedo o meu a nenhuma grávida, nenhum idoso, nem a nenhum deficiente... Bom, creio que em alturas da minha vida já o possa ter feito...
Mas há dias, em conversa com o LM, reti que as pessoas andam todas feitas umas com as outras para nos magoar... Todas. Por isso, não cedo lugares a quem quer que mereça... Porque ninguém é merecedor de, se vem com o propósito de magoar.
E tu devias fazer o mesmo... 
Não cedas o teu lugar... Quando achares que alguém merece, senta-te e fica... Deixa que fique. Não deixes que vá.
E tu que dizes que as minhas palavras parecem olhar sempre para quem as lê, hoje é para ti que escrevo... É para ti e por ti que olho...
Porque no código da estrada da vida, faço sempre cedência de passagem às pessoas que cuido, para que não haja choque... E que não as magoe, não me magoando também. 

Sem comentários: